Inteligência em gestão de inventários e gerenciamento de estoque.

Saiba como a gestão de estoque impacta nos lucros da sua loja

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
gestão de estoque lucro

Estoque é investimento, é dinheiro parado sem rentabilizar o negócio até que você venda o produto. Quanto mais você demora para fazer o seu estoque girar, maior é a dificuldade financeira do seu empreendimento para manter-se competitivo. É por essa razão que o controle de estoque é uma das atividades mais estratégicas para qualquer lojista, afinal, ela impacta diretamente no seu financeiro. Quer saber quais esses impactos e como maximizar a lucratividade do seu empreendimento? Siga com a leitura!

Estoque é o seu capital investido

O estoque faz parte do capital de giro da loja, isto é, do dinheiro que você tem disponível para fazer com que seu negócio continue aberto e atendendo aos clientes. Quando você tem um estoque parado, o dinheiro deixa de entrar e a obsolescência dos produtos acaba gerando prejuízos. Quer um exemplo? Imagine não liquidar todo o estoque de roupas de inverno e ter que renovar o estoque com roupas de verão. Além de ter um monte de produtos parados, que talvez não estejam mais na moda no próximo ano, você terá que aumentar o espaço físico do seu estoque para guardar as roupas de verão também. Prejuízo duplo.

Uma boa saída para esta situação é realizar promoções e estar sempre atento na rotatividade de seu estoque. Não esqueça de usar as redes sociais. Desta forma você atrai a atenção de quem ainda não está pensando em comprar e faz seu estoque girar mais rápido.

promocao-lucro

Gestão de demandas ajuda a reduzir os prejuízos

Dentro do controle de estoque você tem uma atividade chamada gestão de demandas, que consiste em analisar seu histórico de vendas e adquirir ou produzir peças em quantidade suficiente para atender a essas demandas. Por exemplo, se você sabe que vende 100 calças jeans de determinado tipo por mês e apenas 30 calças sociais, pode equilibrar seu estoque de maneira a ter a quantidade certa de cada produto. Assim não há estoque em excesso nem em falta, e você mantém suas vendas em alta fornecendo aquilo que seus clientes procuram. Faturamento contínuo.

Negociação com fornecedores aumenta a lucratividade

Faz parte do controle de estoque negociar com os fornecedores por preços e prazos mais competitivos, afinal, eles também dependem de você para manter suas vendas. Neste sentido, ao negociar com fornecedores, procure sempre melhores preços de acordo com o volume de compras e prazos maiores de pagamento, que superem seu ciclo de vendas. Para ficar mais claro, imagine que você leva 15 dias para vender uma peça do seu estoque. Se conseguir que o fornecedor emita um boleto para pagamento em 30 dias, terá tempo de gerar receita suficiente antes do vencimento do boleto e pagar suas contas sem ter que tirar esse valor do seu capital de giro.

bons fornecedores

Sistemas de gestão melhoram o controle de estoque

Controlar grandes quantidades de produtos de forma manual pode implicar em diversas falhas no seu controle de estoque, como contagens equivocadas, vendas que não são registradas, produtos que já foram vendidos e que não foram baixados do estoque, entre outras. Por esse motivo, não abra mão de ter um sistema de controle de estoque eficiente, que melhore a assertividade do seu controle e mantenha todos os registros de entradas e saídas de produtos.

Desta forma, não só os vendedores saberão o que há e o que não há em estoque como também o financeiro poderá realizar uma melhor gestão dos seus lucros. Não é somente o controle de estoque que impacta nos lucros da sua loja. Deseja conhecer outros fatores que podem melhorar a sua lucratividade?

Deixe seu comentário!

Inscreva-se e receba dicas para ter sucesso na gestão do seu negócio

Related Posts