Inteligência em gestão de inventários e gerenciamento de estoque.

Ruptura do estoque: onde está o produto que deveria estar aqui?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
ruptura de estoque

Dentre os muitos problemas que podem afetar um determinado comércio, a ruptura do estoque é geralmente a mais inconveniente. Podemos definir este infortúnio como o momento em que há falta de um ou mais itens na loja quando ainda existe uma demanda x pelos mesmos. Além de prejudicar a maioria dos seus ganhos (lucro), já que o produto específico que o cliente precisava não está disponível, este contratempo causa incômodo nos compradores e consequentemente os afasta.
Podemos exemplificar esta situação usando uma loja de produtos cosméticos. Um cliente está acostumado a comprar um determinado creme facial que apresenta o resultado ideal para sua pele, e ele compra sempre na sua loja (dentre milhares de outras) porque aquele item o agrada. Todavia, num belo dia este mesmo cliente vai até o seu comércio atrás do seu creme preferido e o mesmo está em falta nas prateleiras. Talvez ele aceite pegar uma marca semelhante ou até mesmo outro produto indicado por um funcionário que cumpra com a mesma função, mas se este erro se repetir na próxima vinda, ele provavelmente vai procurar outro estabelecimento para gastar seu dinheiro.
Sim, parece uma decisão extrema para só um tratamento estético, mas imagine quanto tempo aquela pessoa usou e quanto ela consumiu antes de descobrir sua preferência. O creme do exemplo pode ser substituído por outros infinitos itens e a situação pode se reproduzir com infinitos outros indivíduos em infinitos segmentos do comércio. Isso prejudica ambas as partes, tanto quem vende quanto quem compra.

Como vimos a Ruptura de estoque pode afetar diversos segmentos e não somente supermercados (que sofrem muito com esse mal).

O planejamento de reposição e gerenciamento de estoque são primordiais para manter todos os produtos sempre em quantidades ideais para que não ocorra falta para os clientes.

prejuízo ruptura de estoque

Mas quais são as causas mais comuns para este problema?

Abaixo estão listadas as causas mais comuns da ruptura para você ficar atento. Às vezes as menores decisões são as que mais têm impacto.

Baixo volume de compras: quando o departamento de compras adquiri menos produtos do que a loja costuma vender por engano
Promoções e itens com desconto: quando a falta de organização impede a previsão dos impactos deste tipo de movimento no comércio
Furtos internos e Externos: os furtos podem ocorrer muito mais do que se imagina e isso pode ser feito por clientes e funcionários;
Espera por preços melhores: quando o varejista não adquiri um determinado item na esperança de conseguir um preço mais baixo e acaba sem
Atrasos dos fornecedores: quando os fornecedores demoram mais tempo do que o esperado para fazer a entrega da mercadoria
Pedidos errados: quando um comerciante faz um pedido errado ou quando os fornecedores entregam um pedido errado e ele precisa ser devolvido
Gestão de sistema defeituosa: quando a gestão do sistema não consegue unir e analisar de forma ideal os dados
Reposição espontânea: quando um produto é reposto sem a conferência de sua disponibilidade em estoque

Muitos outros erros podem provocar este contratempo. Fique atento e procure sempre trabalhar em equipe, para que o conjunto de profissionais que atua neste setor consiga se comunicar e resolver os problemas sem muitas delongas.

Consequências a longo prazo da Ruptura de Estoque

Como vimos, se falta um produto na loja e o cliente deixa de comprar aquele produto, pode até parecer pouco no momento, porém a possibilidade desse cliente não retornar a longo prazo é muito alta, já que existe o apreço pela marca. Então se não tem nesse estabelecimento, ele procurará onde têm a marca de sua preferência.

Essa ruptura pode ter várias causas, que podem estar presentes em algumas etapas da cadeia produtiva. No melhor cenário, pode ser pelo grande volume de vendas do produto, quando ocorre liquidações, ou quando a marca é muito conhecida e necessita de uma maior demanda. Porém não prever essa demanda é perder dinheiro em vendas.

O ponto mais assertivo é não ter sido reposto por falha de planejamento, ou o produto acabou antes que pudesse ser reposto. Pode não ter sido entregue pela distribuidora, ou não ter chegado no país. Problemas que levam a perda de vendas.

Como as vendas ao consumidor é o final de todo um ciclo; a falta de vendas prejudica todos os envolvidos na venda, além é claro do consumidor final, pois não achou o que estava procurando.

Portanto, podemos afirmar que uma das principais consequências da ruptura de estoque é o cliente insatisfeito, que pode nunca mais voltar à loja.

prateleiras vazias

Ruptura de Estoque x Quebras Operacionais

Apesar de parecerem iguais, esses dois conceitos têm diferenças. Sendo bem direto suas diferenças são:
Ruptura de Estoque: Produto faltando nas prateleiras ou na loja online;
Quebra Operacional: Produto está no estoque da loja, mas não pode ir para as prateleiras. Pode ser por está vencido, ou apresenta algum problema de código e cadastramento de valor.

Como eu faço para impedir a ruptura antes dela acontecer? Como evitar Ruptura de Estoque?

Novamente, existem alguns cuidados simples que devem ser trabalhados diariamente para que este tipo de questão não assombre mais o seu estoque. Confira uma lista de medidas preventivas.

Ter uma Gestão de Estoque

Para ter uma boa gestão de estoque, é importante identificar e gerenciar os lotes e datas de cada produto, deixar tudo organizado para uma melhor reposição imediata. Dessa forma não perde tempo para repor e nem consultar se o produto está em falta.

Registre suas transações para poder fazer previsões a médio e longo prazo

Com um inventário de estoque aplicável e que seja feito periodicamente, é possível evitar esse tipo de problema, mantendo o controle de todos os produtos, e permitindo apontar quais são os produtos que precisam de mais atenção. Apesar de dar trabalho, um inventário garante muitos benefícios a longo prazo.

Ter um planejamento de compra alinhado com o estoque

Possuir um planejamento de compras que esteja coeso com seu estoque, é essencial para garantir sempre produtos na sua loja. Além claro de evitar que não tenha produtos no estoque.

Planejamento de estoque

Faça uma contagem no estoque sempre que for fazer uma promoção ou dar descontos em alguns produtos

Gerenciar as vendas das lojas é fundamental para evitar falhas nas vendas. Com um bom histórico de venda conseguimos ter uma base dos produtos mais vendidos e das datas que necessitam de mais demandas, geralmente datas comemorativas, e assim comprar melhor.

Contrate fornecedores fiéis e pontuais. Mantenha o comprometimento

Importante fazer uma boa seleção de fornecedores, para evitar atrasos desnecessários, além de uma melhor qualidade do produto tanto em quesito da entrega, quanto do produto.

bons fornecedores

Use métodos de controle eficientes e implemente sistemas de monitoramento e análise

Aliar a tecnologias a favor do aumento do controle e prevenção de furtos nas lojas, potencializando sua produtividade e vendas.

Observe o perfil dos clientes que frequentam seu estabelecimento e como eles se comportam
Saber qual é o seu público, e o que costumam comprar facilita ter os produtos que mais consomem e ter um estoque garantido prevendo assim a demanda

Finalizando a Ruptura de Estoque

Fica óbvio a importância de solucionar a ruptura de estoque no seu negócio. Sendo muitos fatores que podem prejudicar suas vendas. Para isso sempre procure evitar esse problema e invista em melhorias contínuas.

Tirando estas estratégias do papel e mudando-as para a prática você com certeza vai conseguir obter sucesso no seu comércio. Mantenha a calma e seja positivo! Problemas deste tipo são resolvidos com paciência e conhecimento.

Deixe seu comentário!

Inscreva-se e receba dicas para ter sucesso na gestão do seu negócio

Related Posts