Inteligência em gestão de inventários e gerenciamento de estoque.

Otimizando o Depósito com Estratégia de Seleção de Fornecedores

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp

 

Na distribuição de produtos no atacado de itens não perecíveis, uma boa estratégia é fundamental para assegurar a rentabilidade da operação. Ao longo da cadeia de suprimentos, os custos devem ser minimizados e as receitas maximizadas. Para garantir que os custos de compra e armazenagem permaneçam baixos, a seleção estratégica de fornecedores é uma consideração que deve se levar em conta.

Há uma série de aspectos a considerar ao escolher fornecedores:

Preço

A principal consideração é o custo dos bens. Embora seja essencial negociar o preço unitário mais baixo, existem outros fatores de custo a considerar, tais como o fornecimento de descontos a granel e o custo da entrega.

Serviço

Um fornecimento confiável de bens é essencial para evitar saídas de estoque. Também é importante evitar o excesso de estoque, de modo que os descontos para pedidos em quantidade precisam ser balanceados contra a redução de custo de inventário para evitar a negação dos benefícios. A confiabilidade do fornecedor é, portanto, essencial para otimizar os pontos de ordem para obter a máxima rentabilidade.

Qualidade

Isso nunca deve ser comprometida por uma questão de preço e confiabilidade. Mercadorias de baixa qualidade podem e irão manchar a reputação do atacadista, levando a uma menor receita. Com a seleção estratégica de fornecedores, o atacadista deve sempre procurar por fornecedores que trabalhem com produtos de qualidade e com melhor preço.

Alinhamento

A escolha dos fornecedores deve ser alinhada com os objetivos estratégicos da organização – isto é, eles devem ser capazes de fornecer os bens de forma a preencher as necessidades de abastecimento da operação. Na distribuição por atacado, é essencial que as capacidades dos fornecedores facilitem a otimização de estoques.

Risco

Uma cadeia de suprimentos otimizada para a máxima eficiência é vulnerável a interrupções na oferta. Os fornecedores que fecham ou que estão sendo adquiridos podem ter o efeito negativo, assim que o risco potencial é uma consideração principal ao escolher um fornecedor.

O Processo de Seleção de Fornecedores

Etapa 1: Análise das Necessidades da Empresa

Isso leva em conta o alinhamento; É essencial conhecer os critérios para a seleção de fornecedores, e isso envolve conhecer as necessidades da empresa. Em primeiro lugar, os fornecedores terão de ser capazes de fornecer os bens que a organização vende. Outras considerações são o volume de negócios relativo de itens diferentes, se há uma necessidade de fornecimento a granel, se há um requisito para encomenda ou itens especializados, e se determinados itens terão de ser comprados como unidades individuais.

Etapa 2: Solicitação de cotação

A segunda etapa envolve o contato com fornecedores e a discussão dos critérios com eles para estabelecer aqueles que atendem as necessidades da organização. Os fornecedores serão convidados a apresentar as suas melhores propostas e, tendo estabelecido uma pequena lista de candidatos adequados, serão necessários mais debates para estabelecer os prazos ideais e negociar descontos.

Etapa 3: Gerenciamento de Fornecedores

Tendo cuidado para garantir que os fornecedores alinham com as necessidades da empresa, deve haver um processo de avaliação contínua para garantir que eles continuam a ajudar a organização na consecução de seus objetivos. O gerenciamento de fornecedores também pode mitigar riscos, destacando aqueles fornecedores que estão passando por mudanças que podem afetar negativamente as operações. À medida que a organização se desenvolve e cresce, a avaliação contínua pode ajudar a garantir que a base de fornecedores continue a ser um bom ajuste para a estratégia da empresa.

Deixe seu comentário!

Inscreva-se e receba dicas para ter sucesso na gestão do seu negócio

Related Posts