Aprenda como Precificar Produtos

Precificar produtos é um dos aspectos que devem receber uma atenção especial por parte do gestor. Por meio da Precificação que a receita obtida é suficiente para pagar as contas e ainda garantir lucratividade — quando feita da forma adequada. Pensando nisso, resolvemos criar este post para falar sobre como precificar produtos em uma loja de forma correta e garantir bons resultados. Confira!

Qual é a importância de uma precificação correta?

Quando a precificação é muito abaixo do ideal, você pode até vender muito, mas existe o risco de a empresa sofrer prejuízos ao longo do tempo — que podem, inclusive, prejudicar a durabilidade do negócio no mercado. Por outro lado, quando o preço praticado está bem acima do necessário, os clientes deixam de comprar e procuram os concorrentes, afetando o seu faturamento. A não ser que os consumidores percebam um valor no produto que justifique o preço elevado — um exemplo disso é a diferença entre uma roupa de marca reconhecida e uma que não é consolidada.

Um acompanhamento constante dos custos é uma das grandes necessidades, ou seja, o que acontece é que muitas vezes o produto pode estar com um valor desatualizado e gerando prejuízo ao empresário sem que este se dê conta.

Há a necessidade de uma revisão mensal nos custos, tanto os custos de produção ou diretos, como nos custos e despesas indiretas tais como: Insumos, transporte, aluguel, impostos e outros, afim de que não haja nenhuma surpresa inesperada no fechamento das contas.

Há produtos que são estratégicos por trazerem o cliente ao seu negócio (Ex: o pão que precisa ser comprado novinho todos os dias e faz o cliente atravessar todo o supermercado olhando para as gôndolas que despertam seus desejos de consumo) nesses casos uma margem de lucro menor é aceitada, desde que esteja alinhada a uma estratégia de marketing adequada que torne o produto um “chamarisco”.

Além da diferença do preço, existe também uma diferença de valor, que pode ser o status de usar a produto, a qualidade, a confiança que a marca inspira nas pessoas, entre outras coisas. Por isso, a precificação deve ser o mais apurada possível.

precificar produtos

Quais variáveis devem ser consideradas?

Custos

Essa é uma das variáveis mais importantes da precificação, visto que envolvem diversos aspectos que devem ser identificados com a maior precisão possível. Dentro da categoria de custos, temos:

  • Custo do produto: o valor de compra do item com o fornecedor;
  • Gastos variáveis: estão ligados ao produto, mas variam de acordo com a quantidade de vendas realizadas. Dentre eles, podemos citar os impostos, embalagens e comissões, por exemplo;
  • Gastos fixos: incluem as despesas administrativas, gastos com pessoal, entre outros.

Margem de lucro

É a definição do percentual de lucro que se considera aceitável para cada produto vendido.

Mercado

É o comparativo do preço estabelecido com o que é praticado pelo concorrentes — considerando, também, o diferencial (valor) que é oferecido aos clientes. Caso ele seja inferior, cabe ao gestor decidir se deseja usar isso como um atrativo para os consumidores ou se prefere obter lucros maiores.

Como precificar produtos em uma loja adequadamente, afinal?

O trabalho deve ser feito a partir da projeção de venda de cada produto/serviço, seus custos variáveis + custos fixos + margem de lucro estimada, com isto chegaremos a um preço adequado as necessidades da empresa. Porém, este preço deve ser comparado ainda ao que o mercado está praticando ou está disposto a pagar. Se o preço estimado estiver menor ou igual, ok. Se o preço calculado estiver maior que o preço de mercado, deveram ser refeitas as análises de projeção de venda, custos e margem, para se adequar.

Precificar Roupas

Primeiramente, é preciso ressaltar a importância de identificar corretamente todos os custos que incorrem das operações da empresa.

Feito isso, pode-se utilizar a seguinte fórmula para o cálculo adequado do preço:

(CUSTO DO PRODUTO + GASTOS FIXOS + GASTOS VARIÁVEIS) + MARGEM DE LUCRO.

Por exemplo, se uma camisa é comprada a R$ 20, os gastos fixos somam R$ 35, os gastos variáveis somam R$ 15, e a margem de lucro estabelecida é de 30%, o preço da camisa oferecido ao cliente final é de:

(20 + 35 + 15) + 30% = 70 + 30% = 70 + 21 = R$ 91

Como vimos, a precificação é uma parte da gestão fundamental para que a empresa possa pagar suas contas com tranquilidade e ainda gerar lucro. Isso faz com que seja fundamental saber como precificar produtos em uma loja e adotar um método para isso.

Com o preço adequado mesmo com um giro baixo, o gestor tem mais chances de conseguir pagar seus custos fixos e ter uma melhor saúde financeira em sua empresa.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto ou opiniões e experiências? Deixe um comentário aqui no blog e conte para nós!

2020-07-14T15:33:06+00:00

Leave A Comment