Portuguese English

Automação no varejo

Automatização Varejista

A AUTOMATIZAÇÃO PODE BENEFICIAR E MUITO O SETOR DE VAREJO

O principal benefício da utilização de ferramentas adequadas na automatização são: informações precisas, controle de gestão de estoque e controle no prazo de validade. A tecnologia é um dos principais aspectos que possibilita ao varejista uma gestão eficiente, com grandes reduções de desperdícios e prevenção de perdas.

É um investimento que se paga sozinho se a tecnologia for bem aplicada


A tecnologia pode ser uma grande aliada para o comércio varejista que enfrenta um grave problema que preocupa muito o setor: as perdas. Contratempos recorrentes, como a quebra operacional e os furtos, podem ser reduzidos com a aplicação de ferramentas como o código de barras e o controle por radiofrequência.

Benefícios do Código de Barras

No caso dos supermercados, a quebra operacional é a responsável pela maior parte das perdas. Isso inclui ainda mercadorias que sofrem danos durante o transporte, acondicionamento inadequado, prazo de validade expirado e deterioração de produtos perecíveis. O mesmo acontece no setor de construção civil, onde o prejuízo pode chegar a com 36% só com quebras operacionais.

Uma alternativa eficiente para evitar esse tipo de problema é o código de barras, que ganha cada vez mais adeptos no varejo. Essa tecnologia beneficia não somente a gestão do varejo como também o cliente, pois possibilita a identificação de produtos, com melhor desempenho de leitura e capacidade de incluir informações adicionais como números de série, lote e vencimento. Alguns varejistas utilizam o código de barras para controlar possíveis produtos com datas de validade vencida, assim que o produto passa pelo caixa é acionado um alerta no computador avisando que o produto esta com a data de validade expirada, onde o atendente efetua a troca imediatamente.Estoque de Mercadorias em supermercados

Produtos pequenos como maquiagem, perfumarias, componentes eletrônicos, cosméticos, ferragens, joias, entre outros, são facilmente identificados e catalogados pelo código de barras. No caso de hortifrutis (FLV – Sigla para Logística de Frutas, verduras e legumes) e o de mercadorias com variação de pesos como carne, aves, peixes, padaria, frios são beneficiados com o controle do prazo de validade, o que é muito importante pois sem um controle rigoroso e uma boa administração pode ocorrer perda de até 40% dos produtos perecíveis.

Para o problema de furtos, que é um fator que atinge a todos os setores varejistas, e é mais preocupante no setor de vestuário, a identificação por radiofrequência (RFID, na sigla em inglês) é indicada como uma das alternativas mais eficazes. Conforme estudos cerca de 81% do total de empresas de vestuário declararam que precisam de equipes internas para prevenção contra  prejuízos com furtos.

O melhoramento dos sistemas automatizados aliados resultam em grandes benefícios para a organização, como aumento do nível de acuracidade de exatidão no controle de estoque e melhoria do funcionamento operacional. A implementação do código eletrônico do produto (EPC) pode reduzir drasticamente o problema de furtos na cadeia de suprimentos e melhorar a gestão do estoque nas organizações que se utilizam desta tecnologia.

Inscreva-se aqui e receba novas dicas